Três pessoas são mortas e outras são baleadas em festa em Caucaia - De Olho na Cidade 24hs

Breaking

De Olho na Cidade 24hs

Notícias de Sobral, Ceará, Brasil e Mundo

test banner

Post Top Ad

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

terça-feira, 12 de setembro de 2023

Três pessoas são mortas e outras são baleadas em festa em Caucaia

              Foto: ilustração 

Dois homens e uma mulher foram mortos a tiros por volta das 17h deste domingo, 10, durante uma festa rave realizada no bairro Barra Nova, em Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza).

Informações preliminares repassadas por agentes de segurança que atenderam a ocorrência apontam que outras duas pessoas foram baleadas.

Uma das vítimas teria sido baleada na perna, enquanto a outra foi socorrida com vida por cidadãos para o Hospital Abelardo Gadelha, também em Caucaia. Os nomes das vítimas ainda não foram divulgados.

As informações preliminares também apontam que apenas um dos homens mortos era o alvo dos disparos e as demais vítimas foram atingidas por balas perdidas. A mulher que foi morta trabalhava na rave. Ela vendia bombons na festa, conforme afirmou uma pessoas que estava no evento e falou com O POVO sob condição de anonimato.

Alvo "decretado"

Conforme repassado por um fonte policial que atua na área, o alvo dos criminosos, identificado como Jeferson Brendo Pereira Silva, de 25 anos, já estava "decretado" por uma facção. Antes do crime, ele fez uma publicação no Instagram registrando a presença no evento.

A Polícia chegou a ir à festa para pedir que ele fosse embora, mas ele não foi, disse a fonte. Os executores pularam o muro do local para praticar o crime.

A festa foi encerrada após o ocorrido. A fonte relatou que a mãe de uma das vítimas foi até o local e estava bem nervosa. Pais de pessoas que estavam na festa também foram para o local em busca dos filhos quando souberam do crime.

O participante da festa que conversou com O POVO afirmou que eram cerca de três os executores. Conforme ele, Jeferson teria ligação com uma facção que atua no bairro Messejana.

Jeferson já respondia por seis homicídios, mas, como não havia ordem de prisão, ele não foi preso pelos policiais. Um mandado de prisão contra ele chegou a ser pedido, mas negado por uma das Varas do Júri da Capital, afirmou a fonte.

Até a publicação desta matéria, nenhum suspeito do crime foi preso.

SSPDS e organização da festa

O POVO entrou em contato com a organização da festa e aguarda retorno. A reportagem também procurou a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) para saber mais detalhes sobre o caso. Eis a nota enviada pela pasta.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), foram acionadas, neste domingo (10), para atender a uma ocorrência de triplo homicídio registrado na localidade de Barra Nova, no município de Caucaia - Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11) do Estado.

De acordo com as primeiras informações, dois homens e uma mulher, ainda não identificados formalmente, foram mortos por disparos de arma de fogo em um sítio da região. Outras pessoas também foram baleadas e encaminhadas para unidades de saúde.

A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) também esteve no local e colheu indícios que auxiliarão nas investigações. O caso ficará a cargo do Núcleo de Homicídios da Delegacia Metropolitana de Caucaia. Diligências estão em andamento visando identificar os suspeitos do crime, bem como descobrir a motivação do fato. A ocorrência segue em andamento.

Denúncias

A população pode contribuir com o trabalho policial repassando informações que auxiliem nas investigações. As informações m podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As informações podem ainda ser direcionadas para o (85) 98101-9737, número de WhatsApp da Delegacia Metropolitana de Caucaia, pelo qual também podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Vitor Valim diz que crime é "inadmissível"

Nas rede sociais, o prefeito de Caucaia, Vitor Valim (PSB),afirmou que o crime era "inadmissível". Ele disse que, ao tomar conhecimento do caso, ligou para o governador em exercício Evandro Leitão (Sem partido), solicitando "rigidez" nas investigações.

"Manifesto, também, a minha solidariedade às famílias das vítimas desse lamentável ocorrido", publicou Valim. 

Fonte: O Povo (Com informações de Jéssika Sisnando).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here