Gasolina e gás de cozinha tem aumento de preço a partir de hoje - De Olho na Cidade 24hs

Breaking

De Olho na Cidade 24hs

Notícias de Sobral, Ceará, Brasil e Mundo

test banner

Post Top Ad

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

terça-feira, 9 de julho de 2024

Gasolina e gás de cozinha tem aumento de preço a partir de hoje

                   FOTO  : REPRODUÇÃO 

Este é o primeiro aumento de 2024, conforme comunicado da estatal.

A partir de hoje, o preço da gasolina está 7,12% mais caro para os consumidores em todo o Brasil. A Petrobras anunciou que o litro do combustível passará a ser vendido por R$ 3,01 para as distribuidoras, um aumento de R$ 0,20. Esse reajuste deve elevar o preço da gasolina vendida ao consumidor final em cerca de R$ 0,15 por litro. Este é o primeiro aumento de 2024, conforme comunicado da estatal.

O último ajuste nos preços da gasolina havia ocorrido em 21 de outubro de 2023, com uma redução de 4%. Anteriormente, o último aumento foi em 16 de agosto do mesmo ano, quando o preço subiu 16%. É importante notar que o valor cobrado pelos postos de combustíveis pode variar, pois inclui as margens de lucro dos comerciantes e distribuidoras, além dos custos de transporte.

Gás de cozinha também sofre reajuste

Além da gasolina, a Petrobras anunciou um aumento no preço do gás de cozinha. O botijão de 13 kg terá um reajuste de R$ 3,10, passando a custar R$ 34,70, o que representa um aumento de 9,81%.

Alan Tavares, diretor do Sindicato das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo de Mato Grosso (Sindigás-MT), destacou que esse aumento afetará principalmente as famílias de baixa renda, elevando o custo do botijão em cerca de R$ 7. Na região metropolitana de Cuiabá, o preço médio do botijão deverá ser de R$ 128, enquanto no restante do estado poderá alcançar R$ 143.

O aumento no preço dos combustíveis e do gás de cozinha reflete nos custos de transporte e de produção, além dos tributos federais e estaduais como PIS/Cofins e ICMS. Tavares ressalta que, apesar do impacto negativo para o consumidor, o aumento não cobre totalmente a defasagem enfrentada pelas empresas do setor.

O último ajuste no preço do gás de botijão havia sido uma redução de 3,9% em julho de 2023, com o último aumento significativo (24,9%) ocorrido em março de 2022.

Via Folha do Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here