Universitários só terão direito a ônibus se trabalharem de forma voluntária para Prefeitura, anuncia prefeitoSEGUNDA-FEIRA, SETEMBRO 04, 2023 - De Olho na Cidade 24hs

Breaking

De Olho na Cidade 24hs

Notícias de Sobral, Ceará, Brasil e Mundo

test banner

Post Top Ad

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

segunda-feira, 4 de setembro de 2023

Universitários só terão direito a ônibus se trabalharem de forma voluntária para Prefeitura, anuncia prefeitoSEGUNDA-FEIRA, SETEMBRO 04, 2023

Universitários terão direito a ônibus
Foto Reprodução Prefeito de Pacjus 
 

O prefeito de Pacajus, Bruno Figueiredo (PDT), anunciou neste domingo (3) que estudantes universitários que usam o transporte gratuito da prefeitura para ir às aulas em Fortaleza serão obrigados a realizar um trabalho voluntário obrigatório para continuar utilizando o serviço.

Conforme o prefeito, a medida tem como objetivo “regularizar o transporte universitário” para não haver “prejuízo para o município”, localizado a 50 quilômetros de Fortaleza. Segundo Figueiredo, os estudantes que utilizam o serviço serão avisados da mudança a partir da segunda-feira (4).

A partir da segunda-feira seguinte, dia 11 de setembro, só subiriam nos ônibus os estudantes que já estivem cadastrados para realizar o trabalho voluntário no município. “A partir da próxima segunda, será exigido o trabalho voluntário para que você dê sua contrapartida ao município”, afirmou Figueiredo. “A partir da próxima segunda, só entrará no ônibus quem estiver autenticado e fazendo um trabalho voluntário”.

O prefeito não detalhou qual órgão os universitários devem procurar para realizar o cadastro nem como será a "autenticação" dos estudantes. Em nota, a prefeitura argumentou que está realizando um controle nas rotas dos universitários, com foco em barrar pessoas que não são da universidade.

"Portanto, não houve nenhuma mudança, mas uma adequação melhor na gestão para efetivar realmente o acesso do transporte para os estudantes cadastradas de forma regular no sistema", complementa a nota. O g1, no entanto, questionou como funcionará esse serviço voluntário e quantos alunos utilizam o transporte municipal, mas a prefeitura não respondeu.

Nas redes sociais, universitários do município criticaram da medida. Em nota, uma página voltada para estudantes da Universidade Federal do Ceará (UFC) chamou a medida de “descabida” e destacou que a proposta desconsidera a carga horária de universitários, que muitas vezes têm aulas em dois turnos e precisam realizar atividades extras de extensão e pesquisa.

“Já é difícil para os estudantes do interior se manterem na faculdade, pois precisam estudar, trabalhar e além disso, se locomover. Daí vem um prefeito, que “administra” nosso dinheiro, dos pagadores de impostos, e dificuldade o acesso dos estudantes a um transporte para irem estudar”, escreveu o perfil.

Fonte: GCmais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here